Cálculo @ UFRJ: Sugestão de Referências

Update (10/06/2014): OBS.: Esse post foi ligeiramente editado desde a sua criação, a fim de se tornar uma referência mais objetiva (e menos subjetiva). Note que esse não é o objetivo desse espaço, dado que é um blog pessoal, mas achei essa decisão pertinente, considerando que esse é um dos posts daqui que mais são encontrados por mecanismos de busca.

Tendo terminado todos os meus Cálculos, aqui deixo um index de links e de material (fontes) de estudo para servir como um guia a quem o ler. Na verdade, esse post é mais como um mini-diário do meu estudo de Cálculo durante os dois últimos anos; só que eu darei ênfase aos métodos / fontes que eu achei mais úteis, e deixarei um alerta aos que eu achei menos relevantes.

Continue reading “Cálculo @ UFRJ: Sugestão de Referências”

Cálculo @ UFRJ: Sugestão de Referências

(quick) OBMEP

Hoje saiu o resultado da OBMEP. Eu ia escrever um post enorme aqui, mas isso seria um excesso de firulas. Um possível resumo é: (muitas) saudades daquela época cheia de boas amizades; parabéns às pessoas dedicadas que realmente mereceram ganhar alguma coisa agora, nem que apenas uma menção honrosa, que possui todo o seu valor (!!); e lamento que algumas outras pessoas tenham ganhado algo. Em particular, o último conceito é algo bastante sutil que (creio) você só aprende tendo convivido com muita gente cheia de potencial e percebendo que são poucas [as pessoas] as que realmente prestam.

Eu bem que queria marcar e parabenizar algumas pessoas no Facebook, mas quase todo mundo já está na faculdade agora. Saudades do tempo de ler todos os nomes da lista de premiados, cheio de suspense esperando que seu nome não estivesse tão lá embaixo, e todo feliz vendo os nomes de vários de seus amigos figurando em tudo que era canto, e compartilhando um pouco da alegria coletiva no *orkut* (-;

Infelizmente hoje em dia eu vejo a OBMEP mais como o Ubuntu (curiosamente, essa é uma comparação perfeita). No começo era uma coisa linda, cheia de ótimos ideais, fazendo diferença na vida de muita gente, convertendo várias pessoas para um (o) bom caminho, e blábláblá, até chegar a certo ponto e incluir várias coisas que não convém (fórum obrigatório *cof cof* cotas *cof cof* o dobro de medalhas para os níveis iniciais *cof cof* burocracia *engasga* suely druck indo embora *mimi* E.M.O. => EH2 *argh* menos encontros presenciais *damn*).

Ainda assim, ao longo dos anos várias coisas boas surgiram (POT, PICME, PECI). Em particular, uma das melhores coisas que aconteceu foi no ano passado (ou retrasado?), quando 3 estudantes de escolas públicas, os quais felizmente tive a oportunidade (honra!) de conhecer, conquistaram medalhas na IMO. Não há nada que me deixe mais feliz do que ver o paradigma de somente alunos oriundos de escolas particulares ganharem essas coisas *ser quebrado*.

O que mais? Torcer para que esse projeto continue vivo, fazendo diferença na vida de muita gente, assim como fez na minha =)

(quick) OBMEP