Journal #16: Spotify

Raramente recomendo algum serviço / algo comercial, mas faço questão de recomendar o Spotify [1]. Estou usando-o há mais de uma semana, e é uma boa forma (1) de indexar as músicas que você gosta (2), certamente melhor do que [2.]. Resumidamente:

  • (1): Um bom modelo de negócios (para o usuário final): você ouve músicas gratuitamente, tendo apenas que ouvir uns 30 segundos de propaganda ocasionalmente (tipo a cada 3 ou 4 músicas, não é tanto assim). Esse é o tipo de negócio que dá gosto de suportar (veja a parte de “NOT ADBLOCK”).
  • (2): scrobbles podem ser encaminhados(?) para o last.fm (ainda estou procurando uma forma de fazer isso para o libre.fm); o cliente (player) para Desktop e para Web possuem uma forma fácil e integrada de dizer quais músicas você gostou e quais você detestou, aumentando cada vez mais o poder de previsão / recomendação desse serviço.

Vejamos algumas controvérsias:

  • Com DRM (isso pode ser superado de maneira relativamente fácil, porém demorada, mas isso não é algo que queremos fazer com um serviço bom, certo?). Mas o que mais esperar de um serviço de músicas? Já acho incrível o catálogo que ele tem — em termos de quantidade e de qualidade. Não dá para reclamar disso. É uma forma parecida com a do Steam.
  • Ainda não está 100% disponível no Brasil (deve ficar em breve). Se o seu IP diz que você é do Brasil, dê o seu jeito. As boas e velhas keywords são proxy e/ou VPN.

OBS.: Possui cliente nativo para Linux! No Arch, veja no AUR (a quantidade de votos reflete a sua popularidade).

Para completar, mais tarde quero testar o Pandora também, para comparar os dois. Vale dizer que ouvi falar pela primeira vez do Spotify faz muito tempo, no Everyday Linux Podcast (valeu Mark, Seth e Chris!), em algum episódio entre o 50º e o 100º (não vou me lembrar de qual…), mas só pude testá-lo agora.

OBS. (off-topic): aparentemente o WordPress não é muito fã desse novo estilo de referenciar links que venho testando. Er…

[1]: https://www.spotify.com/

Advertisements
Journal #16: Spotify