Física IV @ UFRJ: Sugestão de Referências

Update #2 (2015-06-26):

Bem, terminei a P2. Minha conclusão sobre o que realmente importa:

  • As videoaulas da professora Carola bastam. São bem completas! Incluem P1 e P2.
  • Você pode até ver algumas do Walter Lewin também, mas só para a P1. Para a P2 não tem. E olha, isso não é tão importante, só faz isso se você realmente gostou do Walter Lewin pra física III (assim como eu).
  • Ler o Tipler é suficiente.
  • Exercícios: faça as listas do professor Carlos Zarro e algumas provas antigas. Essas duas fontes são suficientes; não precisa procurar mais.

Update #1 (2015-05-16): após a P1.

Yaaay, finalmente chegamos aqui! O último post da série foi sobre Física 3.

Física IV começa com o final de física 3, principalmente com as renomadas equações de Maxwell. A partir daí, vem uma mistureba com a parte de ondas de física 2, e depois finalmente aparecem algumas novidades; tudo culmina com a parte de mecânica quântica e/ou a clássica teoria da relatividade [1].

Primeiro: a probabilidade de que você se contente com o seu professor nessa matéria é bem baixa [citation needed]. Por outro lado, se você se contentar, provavelmente significa que ele é muito bom. Porque a matéria é razoavelmente difícil, e para quem é físico e já a estuda há anos pode parecer que tudo é muito trivial, então assuma desde já que você {poderá,deverá} assistir a algumas videoaulas.

Às referências

P1

Ementa base:

  • Ondas eletromagnéticas e equações de Maxwell.
  • Estudo das propriedades da luz (ex. refração, lei de Snell).
  • Difração, interferência e experiência de Young.

Vídeoaulas: tem duas muito boas que são difíceis de escolher [2]:

  • A primeira é a do Walter Lewin, ex-professor do MIT; o primeiro episódio da playlist da matéria é esse aqui. É em inglês, e dá para ver essas aulas de modo confortável em 1.5x de playback speed. 1x é muito lento. PS. Eu realmente amo as aulas desse cara.
    • Já a segunda parte das lectures dele começam aqui.
  • A segunda é a da professora Carola Chinellato, da UNICAMP. Um site bonitinho que indexa tudo é esse aqui, mas caso ele saia do ar, a playlist do YouTube começa aqui. Achei-a uma excelente professora [3]! Por sinal, assista as aulas dela entre 1.5x e 2.0x de playback speed, dependendo da sua familiaridade com a matéria.

P2

Ementa base:

  • Teoria da Relatividade [Especial = Restrita] (e não a Geral)
  • Mecânica quântica — início, essencialmente a parte de elétrons e sua posição e momento (densidade de probabilidade, princípio da incerteza, poços, etc)

Videoaulas:

  • Continuando com a professora Carola: aqui.
  • Vou sentir saudades do prof. Walter Lewin…
  • Vídeoaulas que tentei mas não gostei muito:
    • Yale: lectures 12, 13, 14 e 15. Motivo: não muito esclarecedoras, melhor ler o livro do Tipler.
    • Stanford (relatividade especial). Motivo: muito longas, mesmo em velocidade rápida! Tempo é limitado; Stanford (mecânica quântica). Idem, e aqui é mais abstrato ainda.
  • Não cheguei a olhar, mas me recomendaram: Física Moderna UFF.

Misc

Não sabe mudar o speed do YouTube? Habilite o player do HTML5 primeiro.  Alternativamente, utilize o VLC para fazer streaming (media -> open network stream).

Muito bem; as aulas da professora Carola são as que eu recomendo você assistir em primeiro lugar; mas, se você tiver tempo e/ou paciência para complementar e (re)fixar o seu estudo, assista as aulas do prof. Lewin também.

Livros? O do Tipler está funcionando bastante bem para mim, até então. Eu estou usando a 3a edição, que é facilmente encontrada na biblioteca do CCMN; mas, alternativamente, existe a 6ª edição disponível on-line. Não há tanta diferença assim [relevante] entre as edições, a não ser a numeração de capítulos.

Ademais, sinceramente, só o Tipler basta. Se você quiser muito, mas muito mesmo, pode tentar a sorte com o Young & Freedman e o Halliday, mas historicamente eu nunca tive uma experiência muito boa com o Halliday. Ademais, se você realmente quer super expandir o seu aprofundamento da coisa, veja o Moysés.

E se você acreditou que bastam livros e videoaulas…er, não. Exercícios, exercícios, muitos exercícios, são importantes!

Material disponível aqui.

Footnotes

  • [1]: que para mim ainda está longe de ser clássica, ainda não chegou a segunda parte da matéria de 2015.1 no momento em que escrevo esse post
  • [2]: pessoalmente, estou assistindo as duas, até onde der tempo
  • [3]: graças a ela descobri que a luz possui CPF
Física IV @ UFRJ: Sugestão de Referências

[mini] Física 3 @ UFRJ: Sugestão de Referências

OBS.: Pequeno update em 10/06/2014.

1 – Professor Walter Lewin, eu te amo! Sugestão: assistir essas lectures como se fossem introdutórias. Não espere entender ou dominar toda a matéria de primeira.

Link: http://ocw.mit.edu/courses/physics/8-02-electricity-and-magnetism-spring-2002/video-lectures/

Update (2015-03-22): caso o link acima esteja fora do ar, tente a seguinte playlist do YouTube: https://www.youtube.com/playlist?list=PLUdYlQf0_sSsfcNOPSNPQKHDhSjTJATPu

2 – Professor Luiz Brescansin: eu não te amo tanto quanto o WL, mas você também foi um ótimo professor. Sugestão: ao final dessas aulas, você já deverá estar dominando (ou, pelo menos, saber de onde vieram as fórmulas, os desenvolvimentos e os raciocínios) os conceitos passados.

Link: https://www.youtube.com/playlist?list=PLxI8Can9yAHdG8tw2QofrU02IuAEVyGlL

3 – Livro do Young & Freedman: para fixar e formalizar o conteúdo exposto nas vídeoaulas; e também como uma fonte primária para obter um resumo das principais fórmulas utilizadas.

4 – Opcional: Livro do Moysés: complemento para fixar ainda mais as ideias. Recomendo não utilizá-lo caso não haja tempo suficiente.

Agora, essa matéria é tão prática quanto Cálculo 3. Julgo completamente inútil ficar só na teoria, então…faça exercícios! Sugestão: a) provas antigas, b) listas de exercícios de seu professor, c) listas de exercícios do Open Course Ware (mesmo link do Walter Lewin), d) exercícios recomendados pelo IF do livro do Young.

Recomendação adicional: não perca tempo estudando em grupo para essa matéria, em particular. Ela é bem individual. No pain, no gain.

Update: faça como achar melhor.

Minhas fontes prediletas para a teoria foram 1) e 3); e, para a prática: a), parte de b) e parte de c).

(Fiz um post parecido com esse para os Cálculos da UFRJ, bem mais detalhado que esse).

[mini] Física 3 @ UFRJ: Sugestão de Referências

CT sem luz: vamos indexar isso!

“Inspirado” pelas quedas de luz nessa semana no Centro de Tecnologia da UFRJ , resolvi criar uma página para indexar (a partir de hoje) sempre que novas quedas de luz ocorrerem. 

O objetivo disso? Dados são poder. É muito fácil chegar e reclamar “toda hora a luz acaba“, mas como podemos sustentar essas reclamações com uma devida argumentação se não possuímos dados (estatísticas) sobre a frequência com que essas coisas ocorrem? 

Além do mais, se algum dia um futuro (ou atual) diretor ou decano resolver se gabar de que estamos em uma grande universidade, alguém pode aproveitar para lembrá-lo de que uma grande universidade sem luz não é algo muito útil.

Não espero que essa página fique completa, pelo menos não comigo sozinho. Vou anotar todas as vezes em que eu perceber quedas de luz, mas encorajo fortemente que outras pessoas também anotem, e me avisem para que eu possa incluir mais dados lá.

Esse projeto é o início de (provavelmente) muitos outros. Hoje a indexação é sobre as quedas de luz, amanhã pode ser sobre o estacionamento, sobre a segurança, sobre a infraestrutura. A internet está aí, só falta mais alunos quererem correr atrás para melhorar o que é deles.

(OBS.: não estou realizando a divulgação desse website em lugar nenhum, além do meu próprio blog pessoal. Se você achar esse projeto relevante, pelo menos deixe seus amigos saberem que ele existe.)

(OBS2.: quando esse projeto crescer, eu espero encontrar um domínio melhor para hospedá-lo. Mas, por enquanto, o github me parece suficiente.)

Obrigado pela atenção.

CT sem luz: vamos indexar isso!

Journal #11: Cansei de guardar tantos arquivos do SIGA

Isso aqui é o tremendo caos:

Tremendo caos, olá
Tremendo caos, olá

Resultado de 2 anos de documentos, isso porque alguns foram deletados manualmente de uns tempos para cá. OK, eu devo ter aprendido algo de útil em 2 anos, certo?

tar zcvf siga-2012-2013.tar.gz "SIGA and stuff"

Se você não tiver nada a perder, mande o seu rm -rf. Mas, por uma questão de consciência, ainda não vou deletar documentos antigos. Mas isso não significa que eu precise manter tudo bagunçado…vamos usar controle de versão!

$ hg init
$ hg add doc.pdf boletim.pdf
$ hg commit -m "first commit"

Resultado mais limpo, obrigado:

Screenshot from 2014-01-12 00:12:46

OK, agora vou repetir o que eu falei de forma mais amigável: se você não quiser ter vários PDFs amontoados, você pode começar compactando tudo (zip, rar, tar, você escolhe). A partir de então, vamos passar a ter um único PDF de cada elemento  (histórico, boletim, BOA …). Ao baixar um histórico ou boletim, vamos substituir (= deletar o antigo e colocar o novo no lugar, tanto faz) o anterior com o novo. Mas, caso seja necessário recuperar o anterior numa data posterior, ele estará sempre guardado no nosso sistema de controle de versão (que pode ser o mercurial, o git, etc — BTW, usualmente eu uso o git, só estou usando o mercurial agora para fins de hobby/aprendizado). Resumindo: você passa a externalizar o trabalho de manter múltiplas versões de arquivos, e basta.

Tá bom, se alguém realmente tenha se interessado por essa baboseira toda e seguiu os comandos acima =P, caso você baixe um novo histórico e boletim e queira atualizá-los no Mercurial, faça o seguinte:

  • substitua os arquivos anteriores — certifique-se de sempre usar o mesmo nome, exemplo: hist.pdf.
  • atualize seu repositório local:
  • hg commit -m "minha nota de física foi adicionada"

Agora, se você realmente precisar recuperar um arquivo antigo algum dia…bom, é só pesquisar como fazer isso, não é difícil. A menos que você já esteja acostumado a utilizar controle de versão, não vale a pena decorar isso agora (mas sim aprender, quando você realmente precisar…).

Journal #11: Cansei de guardar tantos arquivos do SIGA

Cálculo @ UFRJ: Sugestão de Referências

Update (10/06/2014): OBS.: Esse post foi ligeiramente editado desde a sua criação, a fim de se tornar uma referência mais objetiva (e menos subjetiva). Note que esse não é o objetivo desse espaço, dado que é um blog pessoal, mas achei essa decisão pertinente, considerando que esse é um dos posts daqui que mais são encontrados por mecanismos de busca.

Tendo terminado todos os meus Cálculos, aqui deixo um index de links e de material (fontes) de estudo para servir como um guia a quem o ler. Na verdade, esse post é mais como um mini-diário do meu estudo de Cálculo durante os dois últimos anos; só que eu darei ênfase aos métodos / fontes que eu achei mais úteis, e deixarei um alerta aos que eu achei menos relevantes.

Continue reading “Cálculo @ UFRJ: Sugestão de Referências”

Cálculo @ UFRJ: Sugestão de Referências