Removendo {crap,bloat}ware de um Windows OEM

Como todo post do meu blog (eu adoro esse hábito, se o leitor ainda não se acostumou), primeiro falo do propósito ou da inspiração por trás dele e depois vem o post propriamente dito. Recentemente terminei de configurar o meu dual boot Windows + Linux. Agora falta configurar cada um dos sistemas individualmente.

Um dos programas que recomendo para fazer isso é o Revo Uninstaller. Ele é ótimo para remover os crapwares e bloatwares que já vêm pré-instalados no seu Windows OEM, mesmo que você nunca tenha solicitado eles. (PS.: eu uso o termo OEM como sinônimo de ‘como vem de fábrica’. Acho que isso não está 100% correto, apesar de a ideia ser por aí; esse termo serve para os meus propósitos)

[Particularmente tenho que dizer que a Lenovo não tem tanto crapware assim. Já tive um notebook da Samsung, esse sim era cheio de firulas. E já vi uns Acer com várias porcarias também. A Lenovo tem razoavelmente menos bloatware. Mas ainda tem alguns…]

Em particular, uma das melhores características dele é que ele também procura as chaves de registro e, eventualmente, arquivos temporários e arquivos que não são deletados pelo desinstalador padrão dos programas que você quer remover do seu computador.

Ele é um freeware (sempre foi, desde a época que eu costumava usá-lo quando utilizava exclusivamente o Windows, em meados de 2009). Possui uma versão Pro. Sinceramente, eu não recomendo que o leitor procure a versão pro dele para baixar por aí. Quando um programa bom é disponibilizado de modo free (e a maior parte de suas funções úteis está disponível na versão free), chega a ser repulsivo crackeá-lo (filosofia e ética: cada um tem a sua. Off-topic de [set|out]/2013: bater nos professores do RJ é legal? Aparentemente um pequeno grupo que se intitula defensor do estado acha que sim. Entenda a palavra legal com todos os significados que surgirem em sua mente)

Fica a dica. Screenshot:

Revo Uninstaller. Fonte: Softonic

Removendo {crap,bloat}ware de um Windows OEM