Era uma vez…kernel panic, uma história de amor [Parte 1.5]

Esse post é a semicontinuação desse post. Ele não é dependente do anterior, mas acho que a experiência da leitura fica mais rica se você seguir a ordemproposta.

Já comecei a escrever a parte 2, mas ainda falta bastante coisa para colocar lá (não está tão grande assim…). Então resolvi criar uma parte intermediária (pergunta: por que não terminar a parte 2 logo? resposta: …).

Então, vou falar de uma situação recorrente na minha experiência com Linux (eu não vou mais escrever GNU/Linux. Estou farto. Mais sobre isso num post futuro, inclusive se você não souber o porquê de escrever GNU antes, mas acredito que saiba): instalar distros! Uma distro após a outra! Psicologicamente sentindo-se insatisfeito, deletando tudo o que foi feito até o momento, e começando tudo do zero, com uma distro completamente diferente (às vezes não tão diferente assim, uma simples derivada).

Continue reading “Era uma vez…kernel panic, uma história de amor [Parte 1.5]”

Era uma vez…kernel panic, uma história de amor [Parte 1.5]